(51) 3233-3804   (51) 99355-4456   libretos@libretos.com.br
  • Poemas azuis
  • Poemas azuis
Poemas azuis
978-65-86264-35-7
14 x 20 cm
60 páginas
1ª edição - 2021

Ilustrações:
Vera Rotta

Categorias Relacionadas:

Poemas azuis

Sandro Santos


R$ 32,00


Simular o frete

Um livro que sente e faz sentir.

Poemas Azuis dá o tom do querer, querer dizer. Fala dos temores de perder, dos encontros e derrapadas, das mensagens trocadas e um quase nada de saudade. Um tom de paz, de flor, de esperança, e de rancor, porque o poeta não é de papel.

Um prefácio afetivo

"Poemas azuis fala de amor.

O amor, suspiro imaginado e sentido

por um jornalista que é poeta.

Poemas azuis fala de desamor.

O adeus frio saído da boca de quem

já disse pra sempre. Poemas azuis navega por ondas e gozo, sorvete e orquídeas, o real e o imaginário; o azul. Teria o poeta vivido tudo que escreve?

Te digo que sim! A poesia pra ele é um caminho até o exato momento do sim ou do não. Real ou fantasia.

Poemas azuis é o primeiro livro do jornalista gaúcho Sandro Santos.

A obra é uma celebração de instantes, lembranças e desejos que habitam a alma do poeta. Uma autobiografia ficcional-poética sobre as tempestades de amar.

E quem nunca se deixou levar por uma onda azul?"

Manoela Frade

Jornalista



Sobre o autor

Sandro Santos

Sandro Julio dos Santos nasceu em Porto Alegre, é jornalista e poeta. Fã de Mario Quintana, Fernando Pessoa e admirador de escritores da “Geração Perdida” como Scott Fitzgerald e Ernest Hemingway. Antes de mudar de ares e trocar o perfume dos jacarandás da capital gaúcha pelo colorido dos ipês da capital federal trabalhou como assessor e repórter. Morou em Brasília por mais de 15 anos, onde percorreu assessorias de comunicação, rádios e redações de diferentes ministérios, produtoras de audiovisual, além de realizar consultorias para a Unesco, no Ministério da Educação. Após algumas temporadas como repórter no Congresso Nacional e na Presidência da República foi diretor de Comunicação da Secretaria de Cultura do governo do Distrito Federal. A melhor parte era a localização, pois sua sala era no Tea­tro Nacional Cláudio Santoro, obra do arquiteto Oscar Niemeyer. Em 2018 morou em Granada, na Andaluzia. Época essa em que resolveu divulgar seus escritos.

Livros



Notícias

Poemas azuis

Uma onda de querer

Quer receber nossas novidades? Deixe aqui o seu e-mail.

Pesquisa

Editora Libretos

CNPJ 81.249.727/0001-09
Rua Peri Machado 222 | Bloco B | 707 | Porto Alegre | RS | CEP 90130-130
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(51) 3233-3804 | (51) 99355-4456

2020 © Editora Libretos